Morte Súbita Cardíaca: a Fraçao de Ejeçao pode nao ser Suficiente para Identificar Pacientes de Risco

Morte Súbita Cardíaca: a Fraçao de Ejeçao pode nao ser Suficiente para Identificar Pacientes de Risco

Authors

  • Ricardo Alkmim Teixeira
  • Ana Cláudia Swerts Oliveira
  • Andrei Alkmim Teixeira
  • Thais Kirschner de Souza

Keywords:

Morte Súbita, Taquicardia Ventricular, Doença de Chagas.

Abstract

A importância da taquicardia ventricular no mecanismo da morte súbita cardíaca é bastante conhecida. A presença de disfunçao ventricular esquerda (FEVE < 35 a 40%) identifica pacientes de risco, independentemente da cardiopatia de base. Contudo, a associaçao entre a FEVE e a cardiopatia chagásica crônica ainda precisa ser melhor compreendida, uma vez que a arritmogenicidade dessa doença pode ocorrer mesmo em pacientes com funçao ventricular esquerda preservada ou pouco alterada. Relata-se o caso de uma paciente jovem com cardiopatia chagásica e que, a despeito de apresentar FEVE preservada e nao ter sintomas de insuficiência cardíaca (NYHA), evoluiu com taquicardias ventriculares sustentadas de diferentes morfologias, refratárias à terapêutica farmacológica com amiodarona e procainamida e à ablaçao por radiofrequência. Durante a evoluçao, apresentou bloqueio atrioventricular transitório avançado como efeito colateral da terapia antiarrítmica.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

17-10-2011

How to Cite

Teixeira, . R. A., Oliveira, . A. C. S., Teixeira, . A. A., & Souza, . T. K. de. (2011). Morte Súbita Cardíaca: a Fraçao de Ejeçao pode nao ser Suficiente para Identificar Pacientes de Risco: Morte Súbita Cardíaca: a Fraçao de Ejeçao pode nao ser Suficiente para Identificar Pacientes de Risco. JOURNAL OF CARDIAC ARRHYTHMIAS, 24(2), 79–86. Retrieved from https://jca.org.br/jca/article/view/2596

Issue

Section

Case Report